Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Gre-Nal 382: Inter tem 24 vitórias a mais do que o Grêmio

Colorado também tem vantagem em jogos no Beira-Rio. Pelo Brasileirão, supremacia é do Tricolor.


O Inter leva para o Gre-Nal 382 uma vantagem de 24 vitórias sobre o Grêmio. No histórico do clássico, o Colorado tem 144 triunfos, contra 120 do Tricolor. Ocorreram 117 empates. A equipe vermelha somou 542 gols, contra 503 do rival.

O clássico deste domingo é no Beira-Rio, onde o Inter também costuma levar a melhor sobre seu maior adversário. Ocorreram 102 clássicos no Gigante, e o Colorado venceu 40, contra 24 do Grêmio. No estádio colorado, 38 Gre-Nais terminaram com igualdade.

Em partidas pelo Campeonato Brasileiro, a supremacia é do Grêmio. Em 40 jogos, o Tricolor venceu 17, contra 15 sucessos do Inter e oito empates.

Inter e Grêmio medem forças às 16h de domingo, no Beira-Rio. O Colorado, com equipe reserva, tentará se consolidar entre os líderes do Brasileirão. O Tricolor lutará para deixar a zona de rebaixamento.

D'Alessandro renova contrato até 2012

Após a vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, no Beira-Rio, na última quarta, a diretoria do Internacional acertou a renovação por mais dois anos do contrato com o meia D'Alessandro. Assim, o argentino, que teve boa atuação na partida que deixou o time colorado próximo da final da Libertadores, tem contrato com o clube até agosto de 2012. O acordo já estava acertado desde a sua contratação, em agosto de 2008, mas, por se tratar de estrangeiro, era preciso renovar o vínculo junto à CBF.

Dale chegou ao colorado em 2008, já disputou 51 jogos com a camisa alvi-rubra e marcou 19 gols. Muitos deles especialmente em clássicos GreNais.

Nilmar, o brincalhão!

Nilmar está todo bobo com o nascimento da primeira filha, na última terça-feira, em Porto Alegre.

O jogador se divertiu por muito tempo com os pais por causa da escolha do nome da criança. Ao lado da esposa Laura, o jogador escolheu “Helena” quando soube que seria uma menina. Mas fazia mistério para os pais, que ligavam para a Espanha querendo saber o nome da neta.

É que Nilmar só foi registrado após 15 dias de vida. Os pais Nilton e Marisa não entravam em acordo com a escolha de um nome para o jogador. No fim, seguiram o conselho de uma amiga e colocaram a primeira sílaba dos próprios nomes para acabar com o impasse. Ficou, então, NIL-MAR, um nome bem diferente…

O atacante, brincalhão, falava para os pais que iria fazer o mesmo com a filha. Mas estava na dúvida se colocava “NIL-LAU” ou “LAU-NIL”. A brincadeira durou um tempo. Mas durante a Copa do Mundo, Nilmar não resistiu e já homenageava, na chuteira, a primeira filha.

Celso Roth relaciona sete titulares do Inter para o Gre-Nal

Renan, Índio, Bolívar, Sandro, Guiñazu, Taison e Alecsandro são convocados para o clássico. Alguns deles devem ficar no banco.

Sete titulares do Inter foram convocados pelo técnico Celso Roth para o Gre-Nal deste domingo, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Os únicos preservados são os laterais Nei e Kleber e os meias Tinga e D’Alessandro. O goleiro Renan, os zagueiros Índio e Bolívar, os volantes Sandro e Guiñazu e os atacantes Taison e Alecsandro foram chamados pelo treinador. Porém, alguns deles devem ficar no banco. O primeiro sentiu problema muscular contra o São Paulo e tem menos chances de ir a campo.

O treinador mantém a escalação sob sigilo. Ele confirmou que Rafael Sobis estará no ataque. Renan será o goleiro. Na zaga, como Fabiano Eller está relacionado, um dos titulares, provavelmente Índio, ficará no banco. O mesmo pode acontecer com Guiñazu, já que Sandro, que não enfrentou o Flamengo, também foi chamado. Com Sobis no time, Taison ou Alecsandro devem disputar uma vag…

Inter tenta esquecer Libertadores e focar apenas no Gre-Nal. Meta difícil

Depois de abrir vantagem na semifinal diante do São Paulo, Colorado tem clássico pelo Brasileirão no domingo, às 16h, no Beira-Rio.


Por Alexandre Alliatti e Leandro Canônico
Porto Alegre

Se os jogadores do Inter pudessem escolher uma data para o clássico com o Grêmio certamente não seria o próximo domingo. Por conta do jogo de volta com o São Paulo, quinta-feira, no Morumbi, pela semifinal da Libertadores, a tendência é que Celso Roth escale um time reserva. Mas tem titular querendo jogar.

- Caso o Celso venha me falar que vai me poupar, eu vou responder que não quero. Quero jogar o máximo que eu puder como titular – disse o atacante Taison.

Mas isso não deve acontecer. Não no domingo, às 16h, no clássico do Beira-Rio. Nesse jogo, quem deve ter uma chance desde o início é Giuliano. O herói da vitória sobre o São Paulo, na última quarta-feira, tem sido reserva no time de Roth.

- Gre-Nal é o tipo de jogo que os atletas querem vencer sempre. Temos de respeitar a camisa do Inter. E os jogadores…

Retranca furada: Inter faz 1 a 0 no São Paulo e encaminha vaga

Por Alexandre Alliatti, Carolina Elustondo, Leandro Canônico e Marcelo Prado
Porto Alegre


Muito mais ambicioso do que o adversário, Colorado ganha com um gol de Giuliano, no segundo tempo, e pode até perder no Morumbi.

Retranca custa caro. Paga-se com gol, com derrota, com o distanciamento de uma vaga em final de Libertadores da América. Vontade de vencer traz o efeito contrário: dá recompensa, oferece vitória, brinda com a esperança de novo título continental. No duelo entre Internacional e São Paulo, venceu quem quis vencer. Giuliano, aos 23 minutos do segundo tempo, furou o bloqueio tricolor e deu ao Colorado uma vitória que não poderia ser mais justa.

Só o Inter, até a bola entrar na rede de Rogério Ceni, buscou o gol no Beira-Rio. O São Paulo não teve receio de se esconder na defesa, valorizando um eventual 0 a 0. Em todo o primeiro tempo, não teve uma chance sequer para marcar. Foi punido com o gol de um jogador iluminado, que já marcou quatro vezes na Libertadores, mesmo sem ser t…

Giuliano acaba com marasmo da criação e dá vida ao duelo semifinal

Por Alexandre Alliatti e Leandro Canônico
Porto Alegre

Meia reserva do Colorado entrou em campo e mudou o jogo. Do lado tricolor, Hernanes e Marlos estiveram apagados. Quase nulos.


Em outros tempos, Internacional e São Paulo mostravam muito mais criatividade do que atualmente. Uma pena. Até porque a semifinal da Libertadores, iniciada na última quarta-feira, no Beira-Rio, com vitória colorada por 1 a 0, merecia mais momentos brilhantes. Na etapa inicial, pelo Colorado, Andrezinho e D’Alessandro tentaram mais, é verdade. Mas do lado tricolor, Hernanes e Marlos foram nulos.

O que compensou a falta de ação do São Paulo foi o sistema defensivo. Miranda, Alex Silva e Richarlyson foram seguros nos poucos ataques do Inter. Poucos porque D’Alessandro não conseguia colocar os atacantes em condição de gol, e Andrezinho, ajudando na marcação, bateu mais escanteio do que criou.

A mesma coisa aconteceu com Hernanes. Teoricamente o cérebro da equipe do Morumbi, o camisa 10 correu o campo todo para auxi…

Em reencontro no Sul, Fernandão vai mal e faz a festa da torcida colorada

Por Marcelo Prado
Porto Alegre

Durante todo o tempo, atacante foi vaiado pela galera e não criou uma única jogada de perigo no duelo que foi realizado no estádio Beira-Rio.

Dia 28 de julho de 2010. Internacional e São Paulo entraram em campo para começar a disputa por uma vaga na final da Taça Libertadores da América. Para o torcedor colorado, foi a chance de reencontrar pela quarta vez como adversário o seu maior ídolo dos tempos modernos: Fernandão, o camisa 15 do time do Morumbi. Noventa minutos depois, a massa vermelha saiu sorrindo do Beira-Rio. Por dois motivos: a vitória por 1 a 0 deixou o time bem perto da classificação e Fernandão teve péssima atuação.

Antes de a bola rolar, parecia que ele estava em casa. Afinal, dentre as músicas tocadas no estádio Beira-Rio, uma, do cantor Armandinho, era dedicada ao capitão das conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa de 2006. O refrão dizia. “Fernandão, meu capitão.”

Mas foi apenas uma impressão. Essa foi a única manifestaç…

Pelo bi, LUTAR até MORRER, é o LIMITE!

As horas não passam, o ponteiro do relógio parece não andar.
A ansiedade a cada hora fica maior, o momento está próximo, o Inter vai entrar em campo em busca da vaga para final da Libertadores.
O seu pensamento positivo, a sua vibração faz diferença.
Acredite até o último segundo, passe a força e a vontade que você quer ver em campo das arquibancadas.

Inter x São Paulo - Esquema Tático

Internacional:
Abbondanzieri, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Giuliano (Wilson Matias), D'Alessandro e Taison; Alecsandro.

Técnico: Celso Roth

São Paulo:
Rogério Ceni, Miranda, Alex Silva e Richarlyson (Xandão); Jean, Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos e Junior Cesar; Dagoberto e Fernandão.

Técnico: Ricardo Gomes

Data: 28 de julho, às 21h50m (de Brasília).
Estádio
: Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Hector Baldassi (Argentina).
Auxiliares:
Ricardo Casas (Argentina) e Hector Maidana (Argentina).

Transmissão:
- O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.
- A TV Globo exibe ao vivo para os seguintes Estados: RS, SP (exceto Santos), SC, PR, MG, GO, TO, MS, MT, SE, PE, RN, MA (exceto Balsas) e CE.
- O SporTV mostra para todo o Brasil.

Após negociação com o São Paulo, Guiñazu promete dar a vida pelo Inter

Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Argentino diz que não tem qualquer simbolismo duelar justamente com o time que tentou contratá-lo no início do ano.

Guiñazu talvez seja o maior ídolo da torcida colorada desde a saída de Fernandão do Beira-Rio. Mas, pelo menos por alguns dias, a relação do argentino com os colorados teve fissuras. No início do ano, o “Cholo” assinou um documento autorizando um empresário a negociá-lo com o São Paulo. Muitos torcedores ficaram na bronca. Claro, o Inter não aceitou transacionar o jogador com um concorrente direto na Libertadores, o volante seguiu no Beira-Rio, a torcida continuou gostando dele. E agora Guiñazu precisa encarar justamente o São Paulo para chegar à final do torneio continental.

O atleta não leva qualquer sentimento especial para o jogo. Ele se diz feliz de encarar o São Paulo por ser um grande jogo, mas não para corrigir erros ou mal-entendidos do passado. Para Guiñazu, toda aquela situação é pequena diante da importância da partida.

- Adoraria …

Inter dá a Roth a chance que o Grêmio tirou: ‘Jogo da vida’

Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Demitido em meio à Libertadores do ano passado, treinador diz que só o tempo dirá se o futebol fez justiça com ele.


É curioso que Celso Roth receba do Inter a chance de conquistar o título da Libertadores um ano depois de ele ter sido demitido pelo Grêmio no meio da disputa continental. E mais: demitido justamente por perder para o Inter. A vida deu uma volta que nem o treinador poderia esperar, e agora ele herdou o time vermelho nas semifinais do principal torneio da América, bem além de onde estava com o Tricolor. Com a demissão do ano passado claramente entalada na garganta, ele orienta o Colorado contra o São Paulo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio. É o primeiro jogo da luta por vaga na final.

Roth não esconde que quer o título a todo custo. E deixa claro que segue incomodado por não ter recebido a oportunidade de seguir com o Grêmio até o final na Libertadores do ano passado.

- Isso (ser campeão) mexe tanto que vim para o Inter. Você nem sabe como isso…

Isso é Inter

Maiara Piovesana

Quatro anos depois, e o confronto se repete. São muitas as cenas que nos passam pela cabeça, em um flashback que nos energiza. Já os superamos uma vez. Por que não duas?

Há de se considerar que o momento é outro, e que nesse intervalo de quatro temporadas muita bola rolou. O antes somente Sport Club Internacional tornou-se o Campeão de Tudo, referência entre os clubes do mundo todo. Nossa história nunca mais foi a mesma. Se já éramos grandes, hoje cada colorado é definitivamente um gigante, com o perdão do pleonasmo. E essa nova realidade passa por aqueles jogos de agosto de 2006, que inevitavelmente nos servem de comparação. Agora a peleja não vale o título, mas sim a vaga na decisão, e o derradeiro jogo é na casa adversária. O Inter atravessa seu melhor momento no ano, vencendo e convencendo nesses quatro jogos que passaram. O time paulista não vem tão bem assim, mas quem se arrisca a dizer que isso é uma vantagem para o colorado?

O que realmente pode nos fazer sentir …

História dividida: Sobis e Fernandão, antes parceiros, viram adversários

Por Alexandre Alliatti e Marcelo Prado
Porto Alegre e São Paulo

Atacantes históricos no Inter, amigos agora estão em lados opostos. São-paulino é padrinho de casamento do colorado.


Como explicar ao torcedor colorado que Fernandão está do outro lado? Como explicar que é um jogo de Libertadores (como em 2006), que o duelo é com o São Paulo (como em 2006), que Rafael Sobis veste vermelho (como em 2006), mas que Fernandão, justamente Fernandão, agora é adversário? Entre as várias curiosidades do reencontro entre os finalistas da competição continental quatro anos atrás, a presença do atacante é insuperável. Fernandão vestindo tricolor, sendo vaiado por uma torcida que o idolatrou, medindo forças contra Sobis: é um jogo dos mais esquisitos.

Se é esquisito para quem olha, imagina para quem joga. Rafael Sobis e Fernandão têm um elo insuperável em suas trajetórias. Eles formaram a dupla de ataque campeã em 2006, se completaram dentro de campo, viraram grandes amigos. O são-paulino é padrinho de …

Rivais na Libertadores, Inter e São Paulo trocam de papéis após a Copa

Por Marcelo Prado e Marcelo Jorge Carrapito
São Paulo e Rio de Janeiro

Colorado se reencontrou após a Copa do Mundo e terá pela frente um adversário que perdeu seus pontos de equilíbrio.


Há exatos 51 dias, quando o futebol brasileiro foi paralisado por causa da Copa do Mundo da África do Sul, os números davam total favoritismo ao São Paulo no duelo da semifinal da Taça Libertadores da América contra o Internacional. Afinal, a equipe de Ricardo Gomes era a sexta colocada na tabela do Brasileirão, enquanto o time de Jorge Fossatti ocupava a 16ª posição, a última antes da zona de rebaixamento.

O tempo passou, o Brasileirão voltou e, o que parecia certo, virou errado. O Inter, após a mudança no comando técnico (Fossatti foi embora, e Celso Roth chegou), renasceu e reencontrou o seu caminho. Com uma arrancada espetacular e quatro vitórias conquistadas (Guarani, Ceará, Atlético-MG e Flamengo), o time deixou a incômoda posição na tabela para garantir um lugar no G-4 da competição. Já seu rival …

Inter lamenta ausência de Tinga. Giuliano deve jogar

Meio-campista, com edema na coxa, sequer foi relacionado para o jogo desta quarta-feira, contra o São Paulo.

Foi inútil a luta do Inter para transformar a suspensão de Tinga em multa. O jogador, com um edema na coxa direita, não tem condições de ir a campo contra o São Paulo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, no primeiro jogo das semifinais da Libertadores da América. A ausência dele causa lamentos no clube gaúcho. Em apenas dois jogos desde seu retorno a Porto Alegre, o atleta mostrou que o time é outro com ele.

- A gente sabe da qualidade do Tinga, sabe que é um jogador que mostrou que está muito bem. Ele está fazendo a transição da bola ao ataque, chegando com muita velocidade. Ele dá muita dinâmica ao time. É uma grande perda, mas o Inter tem um plantel forte para isso – disse o capitão Bolívar.

O jeito é valorizar quem entra. Celso Roth não confirmou o time e fará treino de portões fechados nesta terça, mas é muito provável que Giuliano seja o escolhido.

- Já jogamos muitos jogos sem…

Camisas na Libertadores: Tinga é 16, Sobis herda a 23 e Renan pega a 28

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Reforços colorados foram inscritos na competição continental nas vagas de Walter, Kleber Pereira e Thiago Humberto.

A Conmebol confirmou a numeração dos reforços do Inter para as semifinais da Libertadores da América. Paulo César Tinga herdou a camisa 16, Rafael Sobis ficou com a 23 e o goleiro Renan é o dono do número 28. O trio foi inscrito na competição continental na última sexta-feira.

Eles pegam as vagas de três atletas que deixaram o Beira-Rio: os atacantes Walter e Kleber Pereira e o meia Thiago Humberto. A camisa de Tinga é significativa. Foi com o número 16 que Adriano Gabiru fez o gol do título mundial, contra o Barcelona, em 2006.

Nenhum dos reforços começa o jogo contra o São Paulo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, pelas semifinais da Libertadores. Tinga, com um edema na coxa direita, está vetado. Renan e Rafael Sobis ficam no banco.

Renascimento de Taison marca trabalho de Roth no Inter

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Antes apagado, jogador cresce de rendimento e vira uma referência dos 100% de aproveitamento do Colorado com o novo técnico.

Quatro jogos, quatro vitórias. Mas não está exatamente nos números o que mais chama a atenção, dentro do próprio Inter, no trabalho desenvolvido por Celso Roth no Beira-Rio. É na explosão do futebol de Taison que pinta o maior exemplo de que o técnico deu novo rumo ao time no período de treinamentos durante a Copa do Mundo. Antes apagado, até displicente, o atacante agora é uma referência no time.

Foi dele o golaço que deu ao Inter a vitória de 1 a 0 sobre o Flamengo, neste domingo, no Beira-Rio, em mais um ato da retomada daquele futebol que chamou a atenção do país no primeiro semestre de 2009. Para a diretoria, o sistema de jogo adotado por Celso Roth favorece o crescimento de jogadores como Taison.

- É muito difícil um jogador ter o mesmo padrão o ano inteiro. O Taison sentiu em algum momento, mas ele voltou com confiança, com…

Roth coloca o ‘nós’ acima do ‘eu’ e atribui vitórias aos jogadores

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Treinador repete aos atletas discurso de valorização coletiva. São quatro vitórias seguidas no Brasileirão.

Ao dar de cara com um elenco recheado por jogadores com o status de Abbondanzieri, Kleber, Guiñazu, D’Alessandro, Tinga e Rafael Sobis, Celso Roth chegou a uma conclusão: para o trabalho engrenar, seria preciso colocar na cabeça dos atletas que o talento deles precisa ser consequência de uma luta incansável em busca da perfeição coletiva. Jogo após jogo, vitória após vitória, o treinador do Inter insiste na ideia da compactação, do agrupamento. E já vê resultados.

- Enquanto o “nós” for maior do que o “eu”, vai ser difícil ganhar do Inter. Pode acontecer, mas vai ser difícil – disse Roth.

O treinador cita Guiñazu como figura exemplar desse processo. O argentino deveria ter sido o capitão contra o Flamengo, mas preferiu ceder a braçadeira a Tinga, como homenagem, segundo Roth, às conquistas do meia pelo Inter.

- Ele abre mão das individualidades par…

Tinga comanda o time e mobiliza clube por liberação para quarta

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Diretoria faz nesta segunda-feira uma última tentativa para transformar suspensão em multa e garantir meia no jogo contra o São Paulo.

Tinga deu dois novos motivos para o Inter fazer de tudo na luta para liberá-lo de suspensão: as atuações contra Atlético-MG e Flamengo. Bastaram dois jogos para o autor do gol do título continental de 2006, em seu retorno ao clube, virar novamente um referencial. E dói no coração de Celso Roth a possibilidade forte de não contar com ele na quarta-feira, contra o São Paulo, pelas semifinais da Libertadores. O jogador foi expulso logo depois de fazer o gol justamente contra o Tricolor paulista, há quatro anos. Como não jogou mais a Libertadores desde então, precisa cumprir a suspensão agora. Em tese.

Na prática, o Inter ainda tem esperanças de mudar a situação. Nesta segunda-feira, a diretoria usará um último argumento para convencer a Conmebol a liberar o meia. A ideia é transformar a suspensão em multa. O argumento está…

Inter pede apoio total da torcida. Especialmente para Alecsandro...

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Fernando Carvalho garante: ‘Ele será decisivo’. Celso Roth sugere que torcedor seja paciente mesmo no erro.

O Inter conta com a cumplicidade da torcida, no estilo 2006, para repetir o que fez há quatro anos e ser novamente campeão da Libertadores. Bastou terminar o jogo contra o Flamengo, neste domingo, para o técnico Celso Roth e a diretoria colorada pediram aos torcedores que sustentem o time durante todo o tempo na partida de quarta-feira, diante do São Paulo, no Beira-Rio, pelas semifinais da competição continental.

O treinador pede ajuda dos colorados quando o time estiver bem, mas não só aí. Ele também conta com o apoio das arquibancadas em momentos de erro.

- É um jogo de 180 minutos, e o primeiro tempo é aqui. É importante que o torcedor saiba que pode ser decisivo aqui. Temos que aproveitar nosso torcedor, que precisa de paciência mesmo no erro. Esse seria o comportamento ideal. Mas como vamos pedir isso a uma massa? Peço que, em todos os momen…

Inter leva nostalgia e seis campeões ao reencontro com o São Paulo

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Colorado recontrata cinco vencedores de 2006 e agora enfrenta justamente o adversário da decisão continental naquele ano.

Da turma que defendia o Inter naquele 16 de agosto de 2006, data do primeiro título da Libertadores para o clube gaúcho, o zagueiro Índio foi o único a não arredar pé do Beira-Rio. Todos os demais campeões saíram. Mas a diretoria, com as boas lembranças do elenco, aos poucos foi trazendo os boleiros de volta. Começou com Bolívar, seguiu com Fabiano Eller, e agora foi a vez de Tinga, Renan e Rafael Sobis retornarem para a antiga casa. Missão: desbancar o São Paulo, ir à final e ganhar a Libertadores outra vez.


O jogo de quarta-feira é cheio de simbolismos para o Inter. A torcida ainda curte o retorno dos ídolos e poderá ver, do outro lado do campo, justamente o adversário da final de 2006. Os próprios jogadores levam a questão sentimental em conta para o reencontro com o Tricolor.

- Termos esses jogadores que já foram campeões é import…

Inter pretende usar reservas no Gre-Nal de domingo

Por Alexandre Alliatti
Porto Alegre

Clássico pelo Brasileirão fica entre os dois jogos das semifinais da Libertadores. Roth vive situação às avessas.

O Inter está decidido a escalar reservas no Gre-Nal de domingo, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. O clássico fica entre os dois duelos com o São Paulo pelas semifinais da Libertadores da América. A diretoria e a comissão técnica, mesmo cientes da importância do duelo com o Grêmio, preferem dar total atenção à reta final da luta pelo título continental.

Alguns titulares podem ser escalados, dependendo da situação física deles. Neste domingo, contra o Flamengo, sete jogadores já foram preservados – o goleiro Pato Abbondanzieri, os laterais Nei e Kleber, o zagueiro Bolívar, o volante Sandro, o meia D’Alessandro e o atacante Alecsandro. Como estão mais descansados do que atletas como Índio e Guiñazu, alguns deles podem ser usados no clássico.

Para Celso Roth, é uma situação curiosa. No ano passado, o treinador comandava o Grêmio em meio…

Inter x Flamengo - Esquema Tático

Internacional:
Renan, Bruno Silva, Índio, Fabiano Eller e Juan; Wilson Mathias, Guiñazu, Tinga, Giuliano e Taison; Rafael Sobis.
Técnico: Celso Roth

Flamengo:
Marcelo Lomba; Léo Moura, Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Willians, Correa e Petkovic; Vinícius Pacheco e Diego Maurício.

Técnico: Rogério Lourenço

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Seneme (Fifa-SP).
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Emerson de Carvalho (Fifa-SP)

Mistão do Inter duela por vaga no G-4 com remendado Flamengo

Por GLOBOESPORTE.COM
Porto Alegre

Técnico Celso Roth poupa titulares de olho na semifinal da Libertadores. Flamengo antecipa aproveitamento de reforços

Inter e Flamengo iniciaram a temporada e colocaram a Taça Libertadores como objetivo principal do ano. Só os gaúchos sobreviveram. O reflexo está na escalação das equipes no duelo deste domingo, no Beira-Rio, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto o Colorado poupa alguns titulares visando à semifinal do torneio sul-americano, o time carioca coloca em campo uma equipe remendada, reflexo das importantes perdas provocadas pela eliminação nas quartas de final.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos, a partir de 16h (de Brasília). A TV Globo transmite para o Rio de Janeiro.

Será um domingo de volta ao passado para os colorados. E um passado dos bons. No gramado do Gigante, os torcedores poderão reencontrar três figuras que são sinônimos de título no clube gaúcho. O goleiro Renan, campeão da Libertadores e do mundo…

Nasce Helena, filha de Nilmar!

Nasceu! Helena, filha de Nilmar e Laura, veio ao mundo com 3,160 Kg nesta quarta de noite, dia 21.
O parto ocorreu no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, por volta de 21h. Detalhe: Nilmar estava torcendo para que a pequena Helena nascesse até o dia 21 de julho para ser do signo de Câncer. Ele comentou com amigos que se fosse do signo de Leão ( a partir do dia 22 de julho) teria gênio forte.
Fofo!!! Parabéns aos mais novos papai e mamãe do pedaço! Primeiro herdeiro do casal.

Créditos: http://wp.clicrbs.com.br/clubedabolinha/

Roth prevê problemas e pede superação ao mistão colorado

Preocupado com a Libertadores, treinador poupa sete titulares contra o Flamengo e avisa: ‘O time vai sentir’

Celso Roth foi claro, direto, preciso: “O time vai sentir”. Ao poupar sete titulares, consequência do primeiro duelo com o São Paulo pelas semifinais da Libertadores, na quarta-feira, o técnico do Inter lida com a certeza de enfraquecer sua equipe para o encontro com o Flamengo, neste domingo, no Beira-Rio. É um sacrifício necessário, e ele pede superação a seus comandados.

- Não vamos modificar a equipe pensando em resultado negativo ou para desrespeitar o Flamengo. Pelo contrário. Temos uma situação momentânea, mais importante, e certamente, com as modificações, o time vai sentir, vai ter dificuldades. Não vai ser o mesmo dos últimos jogos, com tanta personalidade. Aí entra a qualidade do grupo e a superação. O jogador sabe disso. Não tem momento para jogar. Tem que estar pronto. Não tem essa de dizer “vamos nos entrosar”. É depois do quinto ou sexto jogo que acontece. Tem que …

Sinal verde para o trio vermelho

Tinga, Renan e Rafael Sobis podem jogar, nesta quarta-feira, contra o Atlético-MG, liberados pela antecipação da janela de transferências, jogadores integram delegação colorada já na próxima rodada.


Nesta segunda-feira, o Inter confirmou os 20 jogadores da delegação que embarcam rumo a Belo Horizonte. Após a confirmação da antecipação da abertura da janela de transferências, entretanto, outros três jogadores foram incluídos. Renan, Rafael Sobis e Tinga aumentam para 23 o número de atletas convocados pelo técnico Celso Roth. Em Minas Gerais, na quarta-feira, o Inter enfrenta o Atlético-MG pelo Brasileirão 2010.

Liberada a inscrição dos três jogadores, que vieram do futebol estrangeiro, ainda não ocorreu a publicação de seus nomes no BID da CBF.

Confira a delegação do Inter atualizada com as presenças de Renan, Tinga e Rafael Sobis:

Goleiros: Renan, Pato Abbondanzieri e Muriel.

Laterais: Nei, Kleber e Daniel.

Zagueiros: Bolívar, Índio, Ronaldo Alves e Juan.

Volantes: Tinga, Sandro, Wilson Mati…

Internacional tem cinco jogadores pendurados contra Atlético Mineiro

Bolívar, Sandro, Wilson Mathias, Alecsandro e Glaydson têm dois cartões amarelos no Brasileirão e correm risco de não enfrentar o Flamengo

Cinco jogadores do Inter somam dois cartões amarelos, e correm o risco de suspensão caso recebam nova advertência na partida desta quarta-feira, contra o Atlético-MG. Estão pendurados os titulares Bolívar, Sandro, Wilson Matias e Alecsandro, e ainda o reserva Glaydson.

Se qualquer um deles for punido com o terceiro cartão amarelo, desfalca a equipe no final de semana. O Inter recebe o Flamengo domingo, no Estádio Beira-Rio.

Para o jogo com o Atlético-MG, o atacante Éverton cumpre suspensão, e sequer viajou com a delegação. Na tarde esta terça, Celso Roth comanda em Belo Horizonte o treino de definição da equipe.

O Inter deve ter Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Wilson Matias, Giuliano (Guiñazu), D'Alessandro e Taison; Alecsandro.

Galo tenta quebrar tabu de 12 jogos sem vencer o Internacional

Desde 2002, time mineiro não consegue os três pontos diante do Colorado.

Nesta quarta-feira, o Atlético-MG receberá o Internacional em busca da recuperação no Campeonato Brasileiro. Além disso, o time mineiro tentará quebrar uma escrita de oito anos. Afinal de contas, desde 2002, o time mineiro não vence o Colorado. Já são 12 jogos, com cinco vitórias dos gaúchos e sete empates.

Levando-se em consideração todo o histórico do confronto, o Internacional também leva a melhor. Os dois times já se enfrentaram 51 vezes. Os gaúchos venceram em 20 oportunidades, contra 14 vitórias do Atlético-MG e 17 empates.

Entretanto, jogando fora de seu terreiro, o Internacional não canta de galo. Em Minas, a vantagem é atleticana. Foram dez vitórias dos mineiros, sete empates e sete vitórias do Colorado. Nesses 24 confrontos, o time mineiro marcou 30 gols e sofreu 25.

A última vitória atleticana foi em 2002, em uma partida disputada em casa, mas fora do Mineirão, assim como nesta quarta-feira. Na oportunidad…

Sandro afirma que Celso Roth deu 'nova cara' ao Inter

Volante acha que novo técnico cobra, conversa e treina mais que o anterior


Em entrevista ao programa Arena SporTV nesta segunda-feira, o volante Sandro falou sobre as mudanças decorrentes da chegada de Celso Roth ao Beira-Rio.

- O Celso tem dado uma nova cara ao nosso time. Vencemos o Ceará, que estava há muito tempo sem tomar gol. Agora é vencer mais uma fora de casa para crescer ainda mais na tabela - afirmou.

Questionado sobre como seria essa "cara", o volante explica:

- Ele cobra mais, o que sempre conversa e também treina mais. É essa cara nova mesmo, o jeito do Celso trabalhar. Ele sabe se adaptar ao jeito de jogar do Sul. Temos como crescer mais com ele. A meta é classificar à final da Libertadores diante do São Paulo - disse, em comparação ao trabalho do ex-treinador colorado Jorge Fossati.

Enquanto o Inter sobe no Campeonato Brasileiro, o São Paulo cai. Sandro afirma que não pensa ainda no adversário da competição internacional.

- O São Paulo não tem feito bons jogos no B…

Abbondanzieri e o frango: 'Foi normal por causa da chuva'

Goleiro falha feio em gol do Ceará na vitória por 2 a 1


Há quem chame de frango, há quem chame de peru. Nesta rodada, pode chamar de pato. Pato Abbondanzieri. O goleiro do Inter mostrou por que vem sendo questionado pela torcida. Aos 17 do segundo tempo, Michel bateu de fora da área, o goleiro se abaixou para defender, mas deixou a bola passar. Sem Jabulani para reclamar, o argentino culpou a chuva pela falha.

No Beira-Rio, Colorado faz 2 a 1 e se aproxima do G-4.

Intransponível, muralha, imbatível. Antes de enfrentar o Internacional, a defesa do Ceará foi coberta por merecidos elogios. Havia sofrido apenas um gol em oito rodadas do Brasileirão, o goleiro Diego não sofria gols há mais de 600 minutos, e a equipe estava invicta na competição. Se tabu existe para ser quebrado, o Colorado tratou de comprovar. Na tarde deste domingo, no Beira-Rio, o time de Celso Roth não foi brilhante, mas fez o que muita gente não conseguiu. Eficientes e aplicados no objetivo de chegar ao G-4, os vermelhos venceram por 2 a 1, gols de Alecsandro e Kleber, e têm 13 pontos, na sétima posição. Michel descontou para o Vozão numa falha de Pato Abbondanzieri. Se serve de consolo, a zaga comandada pelo técnico Estevam Soares ainda é a menos vazada da competição, com três gols sofridos. O time, que tentava assumir a liderança, tem 18 pontos e caiu para terceiro. Perdeu a segunda posição para o Fluminense, que venceu o Santos e tem 19.

O Inter volta a jogar na próxima quarta…

Esquema Tático

Internacional

Pato Abbondanzieri, Nei, Bolívar, Índio e Kleber;
Sandro, Wilson Matias, D'Alessandro,
Giuliano e Taison; Alecsandro.

Técnico: Celso Roth.

Ceará

Diego, Oziel, Anderson, Jorge Luís e Ernandes;
Michel, Careca, João Marcos e Geraldo;
Misael e Washington.

Técnico: Estevam Soares.

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre.
Data: 18/07/2010.
Hora: 16h.
Árbitro: Alício Pena Júnior/MG.
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo/MG e Jair Albano Felix/MG.

O Premiere, pelo sistema pay-per-view, transmite a partida ao vivo para todo o país. O GLOBOESPORTE.COM detalha todos os lances em Tempo Real.

Inter x Ceará: muralha do Vozão encara nova pedreira, agora no Sul

Com o terceiro melhor ataque do Brasileirão, Colorado encara a melhor defesa e reencontra a torcida no Beira-Rio


Que o poderio ofensivo do Inter esteja em dia, porque a muralha é quase intransponível. Dono da melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com apenas um gol sofrido em oito jogos (detalhe: de pênalti), o Ceará vai entrar no gramado do estádio Beira-Rio neste domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o terceiro melhor ataque da competição. O Colorado, que está em 12º com dez pontos, fez 14 gols. Só perde para Corinthians (15) e Santos (16). O jogo vai marcar o reencontro do time vermelho com a torcida e a volta do técnico Celso Roth ao Gigante, já que a reestreia dele pelo clube se deu fora de casa, no meio de semana.

O Vozão é vice-líder, segue a passos firmes no G-4 e tem chances de terminar a nona rodada em primeiro. Para isso, precisa vencer o Inter e torcer por um tropeço dos corintianos contra o Altético-MG. Cearenses e paulistas têm 18 pontos.

Roth mantém o esquema, mas…

Dalton chega ao Inter pensando na Copa do Mundo de 2014

O zagueiro Dalton, ex-Fluminense, foi apresentado oficialmente pelo Inter no fim da tarde desta sexta-feira. O jogador não quis entrar em detalhes sobre sua saída do clube carioca - litigiosa - e preferiu destacar a ambição de chegar à Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil.

- Participei de todas as seleções de base, fomos vice-campeões mundiais do Mundial sub-20. O Inter é uma boa vitrine, e escolhemos o clube por isso também, para permanecer na Seleção. Espero ser feliz aqui e chegar à Seleção em 2014 – afirmou.

Na apresentação, Dalton se apresentou detalhou suas características de jogo. Ele acredita que deve estar fisicamente pronto para jogar em um mês.

- Vou conversar com a comissão técnica para saber de que maneira vamos trabalhar agora. Sou destro, mas posso jogar pela direita ou esquerda. Tenho bom posicionamento, cabeceio, e também velocidade. Tenho que recuperar bem a parte física, e depois mostrar trabalho para conseguir espaço no clube. Minh…

FOTO: Nilmar revê amigos do Inter

Atacante do Villarreal, da Espanha, que disputou a Copa do Mundo da África do Sul, está de férias no Brasil


O Internacional recebeu uma visita ilustre nesta sexta-feira O atacante Nilmar, ídolo colorado, que joga no Villarreal, da Espanha, se encontrou com seus ex-companheiros de clube no vestiário do time profissional, no Beira-Rio. O jogador disputou a Copa do Mundo da África do Sul pela Seleção Brasileira e está de férias no Brasil.

Taison ganha espaço no Inter, e Roth tenta achar lugar para Guiñazu

Atacante entrou no lugar do volante, machucado, e foi bem. De qualquer maneira, técnico espera arrumar posição para o líder argentino


Símbolo de raça do Internacional, o volante Guiñazu ficou fora da partida contra o Guarani, na última quarta-feira, por conta de uma lesão muscular na panturrilha esquerda. Em seu lugar, o técnico Celso Roth escalou o atacante Taison, mudou o esquema para o 4-5-1 e “ganhou” um problema para solucionar.

Na análise do treinador colorado, o time se comportou bem no novo estilo de jogo. Especialmente Taison, que usou de sua velocidade para dar trabalho aos marcadores adversários e ainda fez um gol de contra-ataque no triunfo por 3 a 0 (veja no vídeo). Só que ao mesmo tempo, Roth quer arrumar um lugar no time para o argentino.

- O Guiñazu é importante dentro e fora de campo, pela liderança que ele exerce. Nós o poupamos contra o Guarani e vamos avaliar agora. Mas quando estiver pronto nós precisamos arrumar um lugar para ele – comentou o treinador.

Nesse caso, a…

Colorado começou mal a partida contra o Guarani, mas melhorou e venceu por 3 a 0

Após melhora na etapa final contra o Guarani, Inter espera se soltar
Preparador físico acredita em evolução com a volta da sequência de jogos


Com nova comissão técnica, após três semanas de treinos fortes e mais de um mês sem jogar, é como se o Inter estivesse começando uma nova temporada. Depois da parada de um mês, o time começou mal a partida contra o Guarani. A marcação estava ajustada, mas o time errava muitos passes e não conseguia fazer jogadas ofensivas. No segundo tempo, os jogadores acertaram os passes e os gols começaram a sair. Segundo o preparador físico Fábio Mahseredjian, é normal que o clube demore um pouco a "se soltar" após a intertemporada.

- A minha intenção é que o time vá se soltando com os jogos. O ritmo de jogo é algo que você não consegue mensurar, e com o passar de jogos, o ritmo melhora e a equipe fica mais equilibrada - afirma.

Para Mahseredjian, a vitória no primeiro jogo foi importante também no aspecto físico.

- O preparo físico tende a evoluir dura…

Esquema Tático

Guarani

Douglas; Rodrigo Heffner,
Fabão, Ailson e Márcio Careca;
Renan, Paulo Roberto, Preto
e Baiano; Mazola e
Ricardo Xavier.

Técnico: Vagner Mancini

Internacional

Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar,
Índio e Kleber; Sandro, Wilson Matias,
Giuliano, D'Alessandro e
Taison; Alecsandro.

Técnico: Celso Roth

Estádio: Brinco de Ouro, em Campinas (SP). Data: 14/07/2010. Horário: 21h50m.
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR).

Assistentes: Gilson Bento Coutinho (PR) e Bruno Boschilla (PR).

Transmissão: O canal Premiere transmite para todo o Brasil

Tempo Real: O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 21h30m (de Brasília)

Guarani e Inter retomam Brasileirão e colocam tabu em jogo no Brinco

Equipe gaúcha não vence o rival paulista fora de casa pela competição há 21 anos. Na tabela, Bugre é o quinto, e o Colorado apenas o 15º

Guarani e Internacional retomam nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, as suas rotinas no Campeonato Brasileiro. E a partida entre paulistas e gaúchos carrega um tabu de 21 anos. A partida terá acompanhamento em Tempo Real pelo GLOBOESPORTE.COM e terá transmissão ao vivo do canal Premiere para todo o Brasil.

No duelo, o Bugre defende uma invencibilidade como mandante diante do Colorado. Jogando em Campinas, o Guarani não perde do Inter em Brasileiros desde 1989, quando fez 1 a 0 no adversário. De lá para cá, as duas equipes jogaram em solo paulista nove vezes, com cinco triunfos bugrinos e quatro empates.

Para esse jogo, as duas equipes chegam em situações bem diferentes na tabela do Nacional. Antes da Copa do Mundo, quando foram realizadas sete rodadas, Guarani e Inter tiveram campanhas bem dife…