Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Irreconhecível

Este ano confirmou-se uma estranha sensação que pendura desde alguns momentos de meados de 2012. Uma sensação de falta de identidade com aquilo que amo acima de muita coisa. Alteraram o cenário da paixão do torcedor – não me identifico com aquilo que vejo no gramado: os jogadores não parecem me representar, o vermelho da camisa nem está mais tão vibrante, o comodismo que se instalou alterou drasticamente a visão de um colorado – aquilo que vejo não é o que eu realmente amo. 
É completamente diferente apoiar o time nos momentos ruins quando eles merecem esse apoio. Isso é ser o real torcedor. No nosso caso, o time, a direção, o clube inteiro não merece nossa atenção. Luigi e seus comandados tranformaram o Inter em algo que nenhum torcedor consegue admirar. O que restou de tudo isso é a nossa devoção para com este escudo que só não amamos mais que nossa família e amigos. O Inter está irreconhecível. 
Há dias atrás, assistindo a mais um jogo, parei e pensei no motivo real que me fazia e…

O enorme desafio colorado para 2014

O desafio do Internacional para não repetir – ou piorar – o vexame de 2013 no ano que vem deverá ser maior do que se imaginava.
Se tudo der certo, o que a essa altura do campeonato significa o clube continuar na primeira divisão, será preciso reconstruir o time a fim de impedir que a profunda crise atual contamine 2014.
Se a direção acreditar que a reabertura do Beira-Rio e a chegada de um novo técnico serão suficientes para transformar o Frankenstein colorado em um príncipe de conto de fadas, provavelmente a equipe continuará aterrorizando a torcida.
Além de reforços significativos – não apenas pontuais – o ideal é que as mudanças no clube sejam mais profundas. Substituir a atual estrutura do departamento de futebol, como muitos já defendem, e optar por um executivo experiente e remunerado parece ser uma boa medida.
E alguém precisa botar ordem, de uma vez por todas, nesse vestiário colorado que vem mastigando treinador após treinador há tempo demais. Um clube do tamanho do Inter nã…

Nilmar fala do cotidiano em Doha, comenta polêmica do meio do ano e afirma: "Se o Inter quiser, ele sempre estará na frente"

2013 nem acabou e as especulações sobre a volta de Nilmar já começaram, porém o torcedor colorado pode controlar a euforia. Em entrevista ao globoesporte.com, Nilmar disse que não estipula data de retorno, mas sempre dará prioridade ao Inter - clube que o revelou e ao qual tem tanto carinho.
- Se o Inter quiser, ele sempre estará na frente. Foi assim em todas as vezes, sempre tive a primeira conversa com o Inter.
Nilmar procura acompanhar todas as partidas do time gaúcho. E reitera: quando retornar ao Brasil, conversará primeiro com os dirigentes colorados para saber se existe a vontade de contratá-lo pela terceira vez. Mas toma cuidado com cada palavra, até para não dar margem a uma falsa possibilidade de que isso ocorra em um prazo curto.
Sobre a polêmica do possível retorno ao Brasil na metade deste ano, o atacante do Al Rayyan confirmou que seria muito difícil voltar tendo assinado um contrato longo, além dele ser uma grande aposta do time do Qatar.
-  Conversei com o Giovann…