terça-feira, 10 de maio de 2011

2 anos do gol antológico de Nilmar

No dia 10 de Maio de 2009, abria-se a 1ª rodada do Campeonato Brasileiro. Naquela tarde, o Pacaembu, nem estava assim, tão cheio. Tinham 15 mil pessoas lá. O corinthians estava com o time quase todo reserva.

Pra dizer a verdade, era um jogo com mais jogadas ríspidas, que lances bonitos. Naquela tarde ninguém, ninguém deveria balançar a rede. A não ser ELE.

Quando for contar essa história para futuras gerações, diga assim:

... eram 9 minutos do primeiro tempo, quando Nilmar recebeu em passe belíssimo de D'alessandro, pegando aquela bola na ponta direita. Ele veio descendo, passando por todo mundo, e meio time do Corinthians foi FICANDO PRA TRÁS. Ele entrou na área e antes de chutar, ainda cortou mais um adversário...

Aí alguém vai te perguntar "Não acredito,! Esse gol aconteceu mesmo?" E você vai responder: aconteceu sim! Ele era desses atacantes LEVES, que rasgam a defesa com o explendor de ainda (nessa época) 24 anos. Uma habilidade incomum, de controlar a bola com as pernas. Driblou TANTOS ADVERSÁRIOS, que até perdeu a conta!

Na realidade, foram 7 adversários driblados, todos tentando reagir a criação da obra prima de Nilmar.

Eleito o gol mais bonito de 2009, Nilmar recebeu vários elogios e até homenagem do Globo Esporte, com uma placa, ao vivo.

"Normalmente, você drila um, dois e já procura o companheiro, pra fazer o passe. Eu estava muito longe do gol, é complicado você driblar a maioria dos adversários até finalizar, então, na hora que eu ví, foi abrindo espaço, eu tava dentro da área e acabei finalizando", comentou Nilmar.

"O gol é muito bonito mesmo, nem canso de ver, dá pra ficar vendo toda hora", completou.

A maior responsável pelo gol, foi Dona Marisa, mãe de Nilmar, que pediu ao filho, um gol como presente de dia das Mães.

O gol mais bonito, que nós não cansamos de assistir. Um gol antológico, que merece um quadro. Uma obra prima, lindíssima, que jamais será esquecida. Mais que um presente... algo que ficará guardado para sempre, em nossa mente e coração.


Muitos tentam, até fazem gols parecidos. Mas nenhum comparado ao de Nilmar. Nenhum. O gol foi único. Único como ele.

Curta nossa fanpage!