quarta-feira, 27 de julho de 2011

Um gigante que vence outro gigante

Milan. Campeão Italiano. Um time vitorioso, cheio de títulos e bom futebol. No dia 27 de Julho de 2011, fizemos eles esquecerem disso tudo, quando enfrentaram a Raça Colorada do Internacional.

O 1º tempo foi um jogo dominado pela juventude vermelha e branca. Embora tenhamos saído perdendo já aos 3 minutos de jogo, nossa garotada provou que já sabe como se deve vestir a camisa do Internacional.

Trocando bons passes, e contando com a agilidade e criatividade de João Paulo, o Inter simplesmente foi pra cima, sem temer em nada o time Italiano. Deu ou não deu gosto de ver? A arrancada de Gilberto (que me lembrou muito as de Nilmar) resultou em mais um gol de nosso centroavante, Leandro Damião. O goleador não perdoou nem os times mais fortes do mundo.

O 2º tempo foi mais ameno, sem muitas jogadas brilhantes. Levamos um gol ridículo (nossa zaga é horrível e blá, blá, blá...). João Paulo já parecia cansado, assim como Elton, Damião e o resto da garotada. Foram sendo substituídos aos poucos, e a estrela maior entrou para brilhar mais uma vez. D'alessandro, mesmo não tendo feito uma boa partida contra o Barça, brilhou contra o Milan. Na não desitência do lance e correndo atrás, D'ale empatou a partida para o Inter. Agradeceu aos céus o lindo presente.

Fomos aos pênaltis, e sabia que a estrela de Renan brilharia de novo. Desde o Gauchão, o vejo como melhor pegador de pênaltis dos últimos tempos. E deu no que deu. O Milan, ao jeito Seleção Brasileira, parou nas mãos de Renan.

Foi emocionate. Na última cobrança do Milan, havia ao fundo do gol, um torcedor colorado balançando a bandeira do Inter. Alí, todo um amor, toda uma raça, toda uma entrega. Ver aquela faixa enorme escrito "INTERNACIONAL", junto de outras faixas com nomes de clubes gigantes, me deu muito, mais muito orgulho. Pode ser apenas um torneio e tal, mas se estávamos alí, é porque nos dedicamos a defender essa camisa, vencendo tudo e todos. Vencemos mais um, o Milan. Que sentimento bom cara!

A Copa Audi me pareceu um torneio muito bem organizado, com uma torcida bonita, que só sabia fazer festa. Voltamos para o Brasil invictos, sem sermos derrotados por ninguém. O 3º lugar é nosso, com muito merecimento. Saímos de Porto Alegre com uma crise declarada, mas ver nosso nome e nosso escudo misturado com de grandes clubes europeus, nos deixou com mais vontade de enfrentar os problemas presentes no Beira-Rio. É pessoal, o Inter ficou mais GIGANTE!

Somos a única torcida do Brasil que vê seu time no meio de outros grandes. Somos privilegiados por torcer para o Inter, ou melhor, para o INTERNACIONAL. Que me desculpem os torcedores de outros times, mas o meu, leva na história sua grandeza, e no nome, o que realmente ele é: INTERNACIONAL!

Com orgulho: Sou ainda mais Colorada!

Curta nossa fanpage!