quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ventos otimistas sopraram no Beira-Rio

Inter x Botafogo. Uma rivalidade familiar. Meu pai, botafoguense desde pequeno, já contava vitória. Pensei: "Dentro do Beira-Rio? Dificilmente".

Técnico novo. Guiñazú e D'alessandro de volta. Problema resolvido com Andrezinho. Torcida animanda. Do alto, a bandeira colorada anunciava as boas novas.

Um bom início de jogo. Enfim, o adorado e mais sensato esquema: o 4-4-2. Pressão colorada durante os 20 minutos iniciais. Cruzamentos visavam Damião e Jô. O Inter chegava e o Botafogo esperava. Tanto esperou, que decidiu atacar, e depois desses 20 minutos, deu mais Botafogo que Inter. D'alessandro, maestro, do lado direito junto de Nei, criando, trocando bons passes. Andrezinho meio sumido. Guiñazú mostrando toda sua disposição de sempre: um verdadeiro monstro no meio campo. Muriel eficiente que só. Uma cabeçada forte de Jô foi o mais perto que o Inter chegou do gol.

Zé Mário tinha a difícil tarefa de substituir Kléber. Tarefa que o guri tirou de letra. Não deixava uma bola para trás, foi eficiente e preciso no ataque e na defesa. Mas, havia um pouco de desentrosamento entre ele e D'alessandro. Ora! Todos sabem da jogada impreterível do Inter: D'alessandro com a bola, Kléber passa e recebe, cruza para Damião marcar.

No 2º tempo, D'ale ensinou a Zé Mário como se faz: Recebeu a bola. Parou. Pediu para Zé Mário passar. O guri passou e recebeu. Cruzou. Jô raspou. Damião comemorou. E foi exatamente assim que o colorado venceu: jogando junto, e com calma. Damião, o maior artilheiro do país, honrou mais uma vez a camisa que veste.

Dorival começou de pé direito. Fez boas substituições, e concordei com todas. Bolívar ainda é o grande problema do time. Ele fez por onde perder toda a confiança que tínhamos nele. Moledo foi muito bem. Elton foi discreto, mas foi competente. Ainda prefiro Bolatti ao lado de Guiñazú, mas veremos aos poucos, qual será o verdadeiro time titular do Inter sob o comando de Dorival Jr.

Noite otimista, vitória e mais 3 pontos. Zoações com meu querido pai depois da partida. Não conto vitória antes do tempo como ele tem o costume de fazer. Espero D'alessandro pegar na bola e Damião marcar um gol. Aí sim, tá tudo certo!

Curta nossa fanpage!