domingo, 6 de maio de 2012

O choro do alívio

Um jogo diferente só pela simples presença de Oscar na lista dos titulares. Ele é a nossa esperança de bom jogo quando temos tantos desfalques importantes. Mas a partida foi, digamos, difícil. Perdemos muito em produção sem Dátolo. Mas fomos com Jajá e Oscar mesmo, até porque nosso time era metade reserva.

Deu no que deu, empate fora de casa, com um lindo gol de Oscar. No Gigante teremos nossa força máxima e nossa torcida lotando qualquer espaço vago.

Focando em Oscar nesse momento, quero dizer que ele chorou porque, depois de 47 dias impedido de exercer sua função e utilizar do talento concebido por Deus, ele se reencontrou com o alivio de jogar futebol. O choro angustiado de uma pessoa massacrada pela injustiça dos ambiciosos paulistas, invejosos de não possuírem tal jóia. A jóia que teve sua realização como profissional diante do Gigante de concreto chamado Beira-Rio.

Oscar marca sua volta triunfal com um belíssimo gol, sob olhares maliciosos daqueles que ainda desejam o prejudicar. Ele sabe que a luta por sua liberdade de escolha ainda não acabou, mas ele tem ao seu lado milhares de alvirrubros dispostos a brigar por ele, em qualquer circunstância.

Nosso pequeno gênio, derrame suas lágrimas sem culpa. Tú tens pela frente o caminho das glórias. Não está sozinho, de forma alguma. Estamos todos nessa briga com você. Até porque, tú também és responsável por nossa alegria e realização como torcedores do Internacional.

Portanto, contamos com o apoio da massa colorada no próximo domingo, para alcançarmos o 41º título do gauchão. Com todo respeito ao Caxias, mas nós somos muito mais Inter dentro do Gigante.

Agora é Libertadores, com nossa força total !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa fanpage!