quarta-feira, 14 de março de 2012

Lavando a alma - Parte I

Por mais que o The Strongest não tenha sido lá aquele timasso que venceu o Santos em La Paz e meteu medo em todo mundo, o Inter ganhou bem demais. O saldo de gols nos colocou em primeiríssimo lugar, deixando o própro Strongest em segundo.

O time teve vontade para fazer o resultado. Já começou massacrando os bolivianos e colocando logo 2 bolas na rede. É como eu tinha dito: o Inter precisa aprender a matar o jogo quando tem oportunidade. E foi justamente isso que aconteceu. A qualquer momento o The Strongest (que não é forte como o nome) poderia fazer um gol e abalar nossas estruturas. O Inter tinha que se impor, mostrar quem manda no Beira-Rio, marcar uma goleada. Estava faltando isso a esse time.

3 gols do maior artilheiro do Inter em Libertadores mais Dagoberto (que golaço do guri ein?) em grande atuação ao lado de Oscar e Dátolo. Até Jô fez festa!

Já tem gente aí dizendo que o Dátolo tem que entrar no time titular. Até Dorival já disso isso, e eu concordo plenamente, mas não no lugar de D'alessandro. Ridículo alguém pensar desse jeito. O time sentiu a falta do D'ale, como sempre é de se esperar. Sim, eu quero ver Dátolo e D'ale jogando juntos e se Dorival quiser, isso pode acontecer.

Bora para a altitude, mostrar que a gente está sim, rumo ao tri da américa! Sem vacilos e sem erros bobos, só com o bom futebol que nós possuímos e com a vontade que está brotando no gramado do Gigante. Vamo Inter!

Curta nossa fanpage!