segunda-feira, 23 de julho de 2012

Naquilo que acredito

Não estava convencendo. Estava chato e
tediante ver os jogos do Inter. Mas as coisas tendem a mudar quando um treinador novo, que conhece o grupo e sabe bem do que o time precisa, assume o comando. Fernandão não me passava pela cabeça na hora de decidir quem seria o novo técnico do Inter, mas por sua postura na casamata hoje, digo que posso esperar coisas boas dele.

O primeiro tempo não vale a pena comentar demais. A jogada do 1º gol foi muito boa (enfim Dagoberto aparecendo em campo), salve que Elton esteve muito avançado hoje, o que me chamou atenção. Tomamos um gol por conta da desatenção da nossa zaga centenária... mas...

O segundo tempo seria diferente pela simples troca que Fernandão fez. Gosto de Otávio, mas gosto mesmo. Assim como gosto de Fred. São dois guris em quem eu acredito. Fizeram total diferença. Espero que Fernandão seja um bom técnico porque é um cara que chama a responsabilidade para sí, tem o respeito de todos, é colorado e tem voz no vestiário. Sei que o que ele disser, vira lei.

E o time avançou a marcação, chegou mais a frente, fez tudo aquilo que não víamos faz tempo. Tudo bem, jogamos contra o Atlético-GO, mas se estamos goleando o time da zona de rebaixamento, isso é bom sinal. O Inter foi mais consistente na segunda etapa, empolgou o torcedor muito mais. Jajá apareceu bem como esperamos que ele faça, assim como Dagoberto (fez o gol e...).

Acredito no trabalho de Fernandão. Posso estar errada, mas acredito que as características que ele possui irão ajudá-lo nessa nova fase. O time não foi perfeito, longe disso, até diante dos desfalques que tínhamos, mas o caminho é esse: voltar do vestiário com outra mentalidade, procurando apenas uma coisa - vitória.

Curta nossa fanpage!