segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Os equívocos de Juarez

Sasha, o rosto da derrota. | Foto: Ricardo Duarte
Essa sensação, torcedor, é comum entre aqueles que sabem separar o real do imaginário. É aquela sensação de conformismo que nos vai dominando, consequente de uma derrota improvável que nos afundou em uma situação que vai conhecendo sua decadência rodada após rodada. Não é uma questão de desistir de amar ou abandonar o clube. É uma hora de admitir que, se antes era pouco provável que o Inter perdesse para o América-MG, agora a realidade nos faz imaginar jogar com equipes deste nível durante uma temporada inteira. 

Roth escalou o Inter com o objetivo de sair derrotado do Independência - Anselmo, Arthur, Fabinho e Sasha, com Nico, Seijas e Ceará no banco de reservas, O treinador ainda teve a capacidade de dizer que o Inter perdeu devido a saída do desqualificado Anselmo. É covardia consciente. Juarez entrou com seus amados três volantes, que pouco foram efetivos, sendo um dos destaques Fabinho, o jogador que não guarda posição e deixa buracos na defesa. 

O futebol de Valdívia despencou, o de Sasha desapareceu e os invictos 107 anos na primeira divisão vão se abalando. Consequência de uma gestão que brincou de dirigir um clube, que achou que o Inter venceria mesmo um campeonato tão difícil com um plantel tão deficiente. Celso Roth, o técnico que acreditamos ser suficiente para nos tirar dessa situação, nos afundou ainda mais, aparentemente conformado com o desfecho da história.

Setores distantes, desorganização na meia cancha, chutões e uma ofensividade quase nula. Mesmo com 3 volantes e praticamente todo o time postado de forma defensiva, o Inter não apresentou segurança nesse quesito. As alterações vieram tardias e a consequência a cavalo. 

O América venceu apenas 3 jogos no campeonato inteiro, há muitas rodadas já está rebaixado, era praticamente o time que faria o Inter sair da zona de rebaixamento e se manter longe o quão fosse possível. O colorado nunca perdeu para América em sua história, assim como nunca caiu para a série B. Talvez, em toda essa confusão, nos passou despercebido que os detalhes que nunca ocorreram estão se unindo e delineando um destino incomum. 

Roth nos deu a queda no mundial e amanhã pode nos dar a queda para a segunda divisão. A realidade é que os equívocos de Juarez nos torna reféns da ignorância. Mais uma vez.

Leia a crônica "O preço da ignorância" da Guria no Blog Mundo Grenal. Clique aqui.

2 comentários:

  1. Vergonha vergonha!!!
    Time foi inferior ao lanterna do campeonato, mereceu perder. Não tem justificativa time com a cara do Roth, covarde e retrancado... #ForaRoth

    ResponderExcluir
  2. Ainda tem campeonato tanto para salvar como para novos fiascos.

    ResponderExcluir

Curta nossa fanpage!