segunda-feira, 1 de julho de 2013

Monitorando

Por: André Flores
(Blog Vermelho

Logo após ser campeão gaúcho a direção do nosso COLORADO falava que sabia da necessidades do grupo, que estava MONITORANDO reforços e que projetava uma boa campanha do Brasileiro. Todos sabemos das fragilidades do elenco, que o Gauchão é legal mas não é parâmetro para as grandes competições e esperávamos reforços.

Com uma tabela fraca no início a direção fez um dos seus famosos "pactos" dessa vez por 12 pontos (pelo menos 10) e ao final das 5 primeiras rodadas o INTER somou apenas 6 pontos. A parada da Copa das Confederações era uma oportunidade de ouro para trazer reforços e já entrosa-los, com tempo para treinamento e tudo mais, seriam 40 dias de intenso trabalho para voltar com tudo no Brasileirão e Copa do Brasil.

Mais uma vez frustração, a direção deu férias aos jogadores, deu férias ao Diretor Executivo de Futebol (contratado a pouco mais de 5 meses), vendeu duas jovens promessas com potencial até mesmo de seleção (Fred e Moledo) e contratou apenas um jogador, enjeitado no corinthians. Pelo menos o Jorge Henrique já está bem adaptado e na última quinta (mesmo com chuva, frio, e protestos pela cidade) aproveitou para conhecer o camarote da Farms, o que não deve ter atrapalhado seu desempenho no treino de sexta.

 Ao invés de buscar reforços a direção centrou forças na contratação do Adriano, deixando os exames médicos para o fim da negociação, ora, essa era a primeira medida que devia ter sido tomada, se ele não tivesse condições físicas não deveria nem ter iniciado tratativas.

 Agora se fala em Julio Baptista (tá se fala isso a mais de 40 dias) e Saviola, dispensados do fraco Málaga, onde sequer eram titulares absolutos. Jogadores em avançada idade, que não vinham jogando no ritmo intenso que teremos no segundo semestre (quando teremos jogos quarta e domingo), ou seja, se vierem vão demorar para entrar no ritmo competitivo dos demais.

 Em todas entrevistas o pessoal do futebol fala o seu mantra "estamos monitorando o mercado", parem de monitorar e comecem a agir, um clube que em 5 meses gasta R$ 69 milhões com futebol tem que ter uma campanha melhor do que esta, já passou da hora desse monitoramento se converter em ações, pois a parada da Copa das Confederações conseguiu piorar nosso elenco ao invés de melhora-lo.

Não comemoro valor de atletas, me preocupo é com títulos, penso que o INTER deve se focar em resultado no campo e não no resultado da venda de jogadores, mas as vezes tenho a impressão que não é assim que pensa da direção. Quem quer ser Campeão Brasileiro não vende seu melhor zagueiro e seu meia atacante no meio da competição, isso sem contratar ninguém para seu lugar.

Para ser campeão Brasileiro e da Copa do Brasil não basta apenas a torcida querer, não basta apenas o treinador ser trabalhador, não basta apenas os atletas estarem lutando em campo, é preciso que todo o clube esteja mobilizado com esse objetivo, que todo o elenco seja qualificado e principalmente a direção deve querer isso obsessivamente, infelizmente não vejo no INTER os três últimos requisitos.

Curta nossa fanpage!