sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O problema vem de cima

Infelizmente o ano acabou para nós. Não há mais razões para lutarmos por algo de um porte que não condiz com o fraco planejamento que a diretoria fez neste ano. E não só em 2012. O Inter está perdido dentro de campo desde a conquista do bi campeonato da libertadores, em 2010. Se for para dar nomes ao problema, chamaria de... Giovanni Luiggi.

Juntando toda a jornada dele no comando do clube, temos grandes e estúpidos fracassos. Uma delas, está o caso com a Andrade Guttierrez, que precisou da interferência da presidente da república. Se Dilma não tivesse interferido no caso, seríamos sede da copa do mundo? (e grande coisa ser sede da copa do mundo!)

E mais: quem vai ao Beira-Rio está gostando de ver o cenário catastrófico a que nosso estádio está submetido? Tem certeza de que não seria melhor irmos para um estádio com menor capacidade, porém com a pressão maior da torcida sobre os adversários?

Outro caso foi a venda de Oscar. Luiggi veio com aquele discurso sem embasamento de que o guri seria desvalorizado depois das olimpíadas. Que palhaçada! Oscar foi para o Chelsea a preço de banana! Pensem bem. Lucas do São Paulo, que é um jogador bem inferior à Oscar, foi vendido por uma preço muito superior e só sairá do clube paulista no fim do ano. Desvalorizado? Só nosso querido presidente para pensar dessa forma patética.

Sobre nossa preparação física, faço um pequeno esquema:

• Fossati, técnico do Inter trouxe consigo um preparador = Inter péssimo.
• Com a demissão de Fossati, Fábio Mahserejian voltou a ser preparador físico do time = Inter bi campeão da américa.
• Sem Fábio Mahserejian, que foi escanteado com a vinda de Dorival = Inter com metade do time no departamento médico.
• Corinthians com Fábio Mahserejian = Campeão da Libertadores com raras contusões de jogadores.
E quem é responsável pela não manutenção deste prepararador físico no clube? Luiggi.

Não posso de deixar de falar nas apostas de nosso "presidente", sendo a atual Fernandão. Este será mais um ídolo chamado de burro daqui a um tempo. E de quem será a culpa?

Não meus caros colorados, não pensem que os problemas do time são apenas táticos ou psicológicos. O grande problema vem de cima, de nossa atual direção que rasteja no gramado sagrado do Beira-Rio. Giovanni Luigi é fraco e despreparado, não pode ser mais presidente de um clube vitorioso, do porte do Internacional.

Não podemos mais aceitar essas derrotas humilhantes do Inter dentro e fora de campo. Não reelejam este homem, ou nosso time não levantará mais nenhuma taça. Muito ruim para nós, que estamos extremamente acostumado com tal feito.

Curta nossa fanpage!