Pular para o conteúdo principal

Desastres previsíveis

Há dias atrás, escutando o programa "Esporte e Cia" da Rádio Gaúcha, enviei um tweet que foi lido ao vivo com os seguintes dizeres:
E é nessa hora, em que o último suspiro de esperança se vai, segundos antes do árbitro apitar o fim do jogo, é que penso que estava certa, não por querer provar o meu pensamento, mas por entender que a Era que vivemos infelizmente ainda não acabou. A Era a que costumo me referir é a "Era Luigi" que possui como slogan "Desastres previsíveis". Não foi questão de palpite e sim, costume.


E no meio disso tudo, um Nilmar | Foto: Alexandre Lops
Embora não goste de usá-los, os números não mentem - o Inter foi superior ao Corinthians durante toda partida e mesmo assim não conseguiu usar isso a seu favor. 60% de posse de bola, 11 escanteios, 43 cruzamentos, mas apenas 11 certos. E também o número de desarmes, que atingiu a marca de 22. O palco foi o Beira-Rio e se não bastasse isso, foi um Beira-Rio lotado de gargantas que cantavam apoiando e querendo apenas uma vitória em troca. Mas tem uma coisa que conseguimos ser sempre os melhores - somos campeões de chances desperdiçadas.

O Inter criou, mas não soube ser eficiente nas finalizações. Cássio defendeu o chute de Nilmar e foi salvo pelo travessão que fez parar a bola de Aránguiz. E no espaço que achou, o Corinthians derrotou o Internacional, precisamente com as falhas do nosso "zagueiro" Paulão. Ineficiência no ataque e na defesa que nos custam mais uma chance concreta de aproximação do título brasileiro. E o campeonato não espera você se levantar de uma derrota - quem quer ser campeão não desperdiça um segundo dentro de campo. O que aprendi assistindo a todos os campeonatos é que se você não massacra, será massacrado. E o colorado é o grande massacrado desta Era.

Uma pressão que não cessava, mas que também não rendia. Este foi o Internacional na partida. Muitas faltas e nenhuma aproveitada. O colorado não jogou mal, mas também não foi competente. Tinha ao seu lado a torcida, a posse de bola e o gramado do Gigante para ninguém colocar defeito. Aránguiz sentia dores, mas nada que impediu o chileno de dar o último passe certo. 

O que entristeceu este ser que lhes escreve, foi ver Nilmar impedido de comemorar seu primeiro gol desde sua volta. Caiu um peso sobre os ombros do camisa 7 que não o pertence. Durante a temporada o Inter perdeu todas as oportunidades e Nilmar não pode se sentir responsável junto com o grupo nesta tarde. O isento da culpa pelo fato dele não fazer parte da Era dos desastres previsíveis, e ignorante será aquele que pensar nele como o grande salvador desses quatro últimos anos. Salvador será aquele que tirar Luigi e seus comandados da direção deste clube.

Poderia eu dizer que o Inter merecia mais na tarde deste domingo, mas quem merecia uma vitória gloriosa eram os colorados que debaixo de chuva permaneceram cantando "minha camisa vermelha" como se o placar estivesse a nosso favor.

Durante esses quatro anos sofremos nossos desastres e hoje ao contá-los não entendo o que nos leva a estar na posição que estamos - seguindo amando e apoiando, como se fôssemos cegos diante da situação. Parece loucura e é - ser apaixonado por um clube de futebol nos tira grande parte da razão. E embora compreenda a causa de todas as derrotas e vergonhas passadas durante esse tempo, uma parte de mim insiste na crença. Agradeço então à crença, por me fazer persistente. E que a Era conheça seu fim para que eu possa comemorar tal feito como se fosse um gol.

Comentários

  1. Perfeito, Jéssica!

    Depois desse jogo eu parei de criar expectativas pra este ano... O que vier é lucro já que eu temia pelo rebaixamento no início do ano. Luigi é o pior presidente da história do clube e quem ele apoiar (Medeiros) será massacrado pelo voto do torcedor... Esse tal de Medeiros nem deveria ser candidato pra não passar vergonha. São muito cara de pau mesmo.

    Muito legal o novo visual do blog, essa mudança... Boa sorte! ;)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog! Boas postagens e uma bela blogueira colorada! Ganhou meu coração... ;-)

    ResponderExcluir

Postar um comentário