sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Decidido no detalhe

Desfalcado demais, o time fez aquilo que lhe era possível. Criou algumas jogadas, chegou na frente algumas vezes, mas nossa zaga bicentanária falhou de novo. Inter e Corinthians é um tipo de jogo sempre muito disputado, truncado, até pela rivalidade que é alimentada desde aquele famoso ano de 2005.

A derrota não foi merecida, um empate seria o ideal, mas o Corinthians soube aproveitar da nossa maior fraqueza. Moledo está no banco e eu sinceramente não sei porque contratamos Juan. Bolívar estava onde mesmo na hora do cabeceio do jogador adversário? Olhando o lance. Isso aí eu não aguento mais.

Kléber de jogador de meio-campo foi ridículo. Nei jogou até bem, mas nada que ele pudesse resolver sozinho. Rafa Moura esteve impedido variadas vezes, mas não vou criticá-lo. Dátolo está voltando de lesão e é outro que eu prefiro não pregar na cruz.

O time foi fraco ofensivamente, o adversário também não esteve melhor. Nosso setor de criação com Jajá é muito insuficiente. Fernandão confia nele, mas eu não. Está muito limitado, acho que ele nem sabe o motivo de estar dentro de campo.

Esse é um tipo de jogo decidido no detalhe e saímos derrotados. Com o Inter desfalcado do jeito que está, devemos dar graças à Deus por estarmos em 5º na tabela. Agora é fazer diferente de nosso rival azul e vencer a Portuguesa.

Saudações Coloradas!

Curta nossa fanpage!