domingo, 20 de março de 2016

Escandalosamente terrível

Entre um bocejo e outro, entre uma piscada e outra, e entre um cansaço desmedido de ver o Inter jogar sempre do mesmo jeito, me perguntei: afinal, por que ainda torço pra esse time ganhar? Hoje, pela primeira vez, quis que o Lejeadense marcasse ao menos um gol para que o Inter saísse derrotado e a direção acordasse de vez. Mas ficamos no empate - o que pra eles demonstra que está tudo certo.

PS: Uma das coisas que mais me irrita em estadual é a baixa qualidade nas transmissões dos jogos. Dependendo a gente nem consegue discernir os rostos dos jogadores. Sem contar que a minha animação para ver um jogo entre equipes de qualidade técnica díspares é praticamente nula. 

Um time sem identidade, sem criação, sem triangulação, distante entre os setores e que adere ao "balãozinho" para despachar a bola é um time desorganizado. Diante desse fato, ter posse de bola não faz diferença, afinal, jogador nenhum vai saber o que fazer com ela. É como ter a falsa sensação de que o Inter domina o jogo, mas sem levar em conta que o adversário se deixa dominar. 

Deus e o mundo sabem que eu não suporto o Argel. Já vi treinador ruim, mediano, excelente, mas ele não se encaixa nem na categoria "ruim". Péssimo é a palavra. Ele é um cara sem recursos, sem inteligência, que persiste no erro com convicção e se gaba disso. O pior é ver que a direção segue apostando no trabalho insuficiente do treinador.

Sim, faltam peças de reposição e falta qualidade no time. Mas o Inter não é uma equipe ruim! Esses guris podem mostrar muito mais do que estão apresentando, mas o Argel segue queimando os meninos. E AINDA TEM GENTE QUE ACREDITA NESSE CARA!

- Alô rebaixamento, tudo bem? Estamos chegando com o Argel, guarda nosso lugar ai!

Se não demitir esse treinador, esse é o nosso destino. Se preparem.

5 comentários:

  1. Jéssica.. rebaixamento? Não é para tanto^^

    É ano de eleição e duvido que Marcelo Oliveira aceite treinar até final do ano. Acho que o Pellegrini tem de vazar junto com o Argel. O time esta muito diferente do ano passado, isso influência. Além disso eramos em apostar no Anderson (era pra ter vendido pros chineses, perdemos um baita negocio).

    ResponderExcluir
  2. concordo Jéssica. Quanto a gurizada acho que nossa base foi super valorizada. não vejo nenhum possível craque...mas jogadores medianos.

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente, nunca estivemos tão perto de um possível rebaixamento no Campeonato Brasileiro como em 2016... Nem em 2013, que o time praticamente pediu para ser rebaixado perdendo jogos fáceis na reta final do Campeonato Brasileiro e escapou graças a ruindade de Fluminense e Vasco, vi um time jogar tanto no improviso quanto ao desse time do Argel. Outra coisa absurda, em 2016, pela primeira vez na minha vida, eu torci para o Inter perder pro Fluminense para que o Argel pudesse ser mandado embora logo em seguida, o que não aconteceu! Eu fico imaginando o que mais precisa ser feito de ruim esse ano para demitirem esse câncer chamado Argel!

    ResponderExcluir

Curta nossa fanpage!