quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Você conhece a torcida que ganha jogo?

Os céus abençoam nosso povo. | Foto: Idete Amorim
São em momentos como este em que nós refletimos sobre a importância das torcidas em clubes de futebol. Elas são o pilar, o motivo, a razão, a circunstância, o que faz o futebol ser do tamanho que é. Algumas são maiores que outras, mais bonitas que outras, mas todas têm sua tradição e sua característica. Mas, você conhece a torcida que ganha jogo?

Essa torcida nasceu com o objetivo de romper com a elitização que existia em seu estado, onde só brancos e ricos podiam gostar e jogar futebol. Essa torcida uniu os diferentes e consolidou o pertencimento do futebol ao povo. Essa torcida ergueu um estádio sobre um rio. Participou ativamente da colocação de cada tijolo, de cada pedaço do gramado. Essa torcida construiu um gigante com as próprias mãos e com ele conquistou o mundo.

Em dias difíceis - quando a bola se recusa a entrar, quando o esforço é insuficiente e o time adversário parece contar com mais jogadores em campo do que permite a regra - ela se faz presente para defender o que construiu. Da arquibancada, os gritos de apoio se transformam em fôlego, os cantos transfiguram-se em motivação e a energia da torcida encoraja os atletas.

Essa vitoriosa torcida faz rugir um estádio efervescente, impõe sua grandeza ao adversário e ganha jogo. Ganha título, ganha destaque, ganha o que mais merece por cuidar do que é seu: reconhecimento. 

Essa torcida tem a vivacidade do vermelho e do branco, o esplendor do Gigante da Beira-Rio, e é, sem dúvidas, a torcida mais bonita do Brasil. 

Com essa torcida não tem segunda divisão e não tem tempo ruim. Com ela é na base do suor, da luta, mesmo que desacreditem, mesmo que duvidem. A torcida colorada nasceu para conquistar, nasceu para ser grande. A desistência não pertence ao idioma do povo desse clube. 

O idioma deles é diferente.

"Vamos lutar, até morrer, seremos campeões".

Um comentário:

  1. Inter minha paixão. E foi bem assim que aconteceu. Veio de pai pra filha. Meu pai ajudou na construção do beira-rio e eu acompanhei tudo e escutei várias histórias que, à cada uma mais fortalecia e crescia este sentimento.
    Agora neste momento estou acompanhando jogo por jogo dentro do nosso amado beira-rio lutando lado à lado com nossos representantes para mantermos nossa história e assim conseguiremos...
    Lutando e suando lado à lado e acreditando sempre!!!!
    Vamo que vamo meu Inter querido.
    Série A é nosso lugar...

    ResponderExcluir

Curta nossa fanpage!