terça-feira, 7 de junho de 2016

A história do Inter se engrandece em Fernandão

Eterno capitão, eterno ídolo. | Foto: Diego Vara
Bastaram cinco segundos para o nosso mundo desabar. É como se o nosso interior ficasse um pouco mais vazio a cada minuto que se passava e encontrar amparo foi uma tarefa bem difícil. Foi como se a história ganhasse um peso a mais. O que conforta é pensar que a história é eterna, embora nós não sejamos.

Fernandão é eterno porque é história, é símbolo do ponto mais alto que um clube pode atingir. Fernando representa esperança, luta, garra e persistência. Ele e o símbolo do Internacional se entrelaçam em sorrisos e lágrimas que só quem ama este clube sente de verdade. É algo tão forte que faz com que ele seja parte da nossa identidade como torcedor.

O Fernandão se foi há dois anos, dois anos sofridos se pensarmos em sua ausência, mas são dois anos a mais idolatrando e sendo gratos a ele por tudo que fez por nós. Esteja onde estiver, ele sabe e sempre vai saber que o amor do torcedor colorado é tão intenso, que não se esquece.

Ficaremos velhos, contaremos histórias aos nossos netos e bisnetos, mas lembraremos da imagem de Fernandão na saída do vestiário encorajando bravamente o time antes de elevar o nome do Inter ao topo do mundo. Teremos idade o suficiente para lembrar de tudo que ele deixou para nós, porque a gente não se esquece do que nos faz infinitamente feliz. 

Nós sabemos que a grandeza do Inter passou pela grandeza da personalidade do Fernandão. Ele não é só um jogador, não é apenas aquele que marcou gols importantes ou levantou taças, ele é parte da história e da identidade do Inter. 

Saber que ele se foi causa muita dor, mas saber que ele é nossa história, causa uma alegria que palavras não descrevem. Ele vive dentro de cada um de nós e vai viver enquanto as vozes da torcida ecoarem pelo Beira-Rio. Enquanto houver amor pelo Inter. Enquanto o Inter existir.

"Eu, nunca me esquecerei, dos dias que passei, contigo Inter."

Curta nossa fanpage!