quarta-feira, 10 de junho de 2015

"Meu amor pelo Grêmio acabou", afirma ex-torcedora tricolor

Nicolle diz que agora torce para o Internacional e afirma ser fã de Fernandão

Por: Jéssica Loures
São João del-Rei, Minas Gerais

Ex-gremista é apoiada por torcedor do Grêmio em página
tricolor no Facebook.
Mudar de time foi algo presenciado por muitos torcedores gremistas e colorados nas décadas de 80 e 90 onde o Inter vivia uma fase muito ruim no futebol. A pressão pela perda dos jogos e eliminações constantes foram os principais motivos. Hoje isso já não é tão comum, mas com o jejum de títulos do Grêmio, que perdura há mais de 10 anos, a história acabou se repetindo.


Nicolle Cardoso Telles, gaúcha natural de Osório tem 20 anos e já é uma ex-gremista. Gentilmente ela concedeu entrevista ao Guria das Gerais e contou sobre os motivos que a levaram a defender agora as cores vermelho e branco, das ameaças que vem recebendo de gremistas desde que explicitou sua decisão, além de sua admiração pelo grande ídolo colorado, Fernandão.

A gaúcha diz ter ido a um jogo do Inter no Beira-Rio no ano vitorioso de 2006 e mesmo sendo gremista, afirmou que ficou encantada com a energia do estádio. Com uma família tricolor, a recém-colorada nunca chegou a ir ao Olímpico ou na Arena para acompanhar o Grêmio de perto, apenas pela televisão.

 - Com o passar dos anos fui me apegando no Inter e vendo jogos. Acabava largando o Grêmio mesmo ainda gostando muito do time. Vi que minha vida não era completa e resolvi trocar - conta Nicolle.

Ela afirma que o motivo maior da troca não é pela fase ruim dos gremistas, sem títulos expressivos há mais de 10 anos e que mesmo quando era gremista admirava Fernandão, o maior ídolo da história do Internacional.

- Decidi mudar de time sábado antes de ir no Beira Rio, fui lá também por um grande motivo: mesmo sendo gremista sempre fui fã do Fernandão e lá me lembrei de 2006 quando fui e tomei a decisão.

Postagens da mais nova colorada
no Facebook.
No dia 4 de maio Nicolle realizou uma postagem em uma rede social apoiando o Grêmio. Há pouco mais de um mês, no dia 7 de junho, fez juras de amor ao Internacional. A gaúcha de 20 anos disse que o importante é priorizar a felicidade e diz apoiar torcedores que desejam trocar de time.

-  Cada um tem sua vida. Se for pra ser feliz, eu apoio muito. Não se importe com o que os outros vão dizer, pense em sua felicidade primeiramente - defende.

Perguntada se mudará de opinião novamente caso o Inter enfrente uma fase ruim, ela afirma que apoiará o colorado em todas as situações. Conta também que nunca concordou com as escalações e com as decisões dos dirigentes gremistas. Mesmo com ameaças recebidas de torcedores tricolores, ela defende seu amor pelo Inter.

- Meu amor pelo grêmio, pelo meu ex-time acabou, não só por ter escutado ameaças de gremistas, mas sim pelo amor que sinto pelo Inter. Nunca passei bons momentos ao lado do Grêmio, foram só decepções. Não apoio o Grêmio e nem tenho saudades.

Um torcedor gremista chegou a apoiar a decisão da nova colorada em uma rede social, dizendo que também tem vontade de trocar de time, mas que não o faz pelo amor que ainda sente pelo Grêmio.

- Mudei de vez para o colorado. Quero a bandeira do Inter no meu caixão, como diz a música - finaliza Nicolle.

E você, torcedor colorado, como vê a decisão da gaúcha? Comente!

Curta nossa fanpage!